Pág. 2

Programa Asfalto na Porta recuperou 6,6 Km de ruas em Rio Bonito, mas a que preço?

Realizado em parceria com o Governo do Estado, o Programa Asfalto na Porta levou 6,6km de malha asfáltica à cidade de Rio Bonito, sendo sua maior parte instalada no centro na cidade e na Avenida Manuel Duarte, bairro da Bela Vista, focalizando a melhoria da mobilidade urbana, tanto dos pedestres quanto dos veículos.
Conforme o Município de Rio Bonito, o pacote das intervenções prevê o recapeamento das vias urbanas que já possuíam algum tipo de pavimentação. Em algumas vias também foram realizadas a drenagem, a colocação de meio fio, a construção de rampas de acessibilidade, além da pintura da marcação viária. A obra começou pela Rua Manoel Duarte, na Bela Vista, em Julho deste ano, mas beneficiou outras vias importantes da cidade como Jorge Soares, Duque de Caxias, Arthur Bernardes, Iraci de A. Borges, Desembargador Itabaiana de Oliveira, Major Bezerra Cavalcanti (parte), Doutor Marinho, José Pereira Alves, Durval Mesquita, Manuel Duarte, Rodrigues Coelho, João Carmo, Siqueira Campos, Eugênio Cordeiro, Osvaldo Cruz, entre outras. Além dessas intervenções, a prefeitura de Rio Bonito também está fazendo obras de prevenção contra as chuvas, como a limpeza de bueiros, rios e córregos que atravessam bairros do Centro da cidade.

A Prefeita, Solange Pereira de Almeida, adiantou que está pleiteando junto ao Governo do Estado a inclusão de outras ruas no programa, como a continuação da Manoel Duarte, Rodrigues Coelho, Pedro Colares, entre outras.

Todavia, aos olhos da sociedade riobonitense, o asfalto não está sendo visto como um benefício, principalmente, no trecho compreendido entre a Praça da Bandeira e a Padaria Guimesh, ao longo da Avenida Manuel Duarte, tendo em vista que essa área sempre alaga durante as chuvas de verão, enquanto que o asfalto poderá contribuir com as enchentes, por causa da sua propriedade impermeabilizadora e do desnível aumentado em relação às ruas do entorno, que se encontram entre os canais da Avenida Manuel Duarte e da Avenida Santos Dumont. Preventivamente, as Secretarias Municipais de Obras e Serviços Públicos e de Meio Ambiente já realizaram o desassoreamento pluvial no canal da Avenida Santos Dumont.

A insatisfação com o Programa Asfalto na Porta tem se propagado pelas localidades próximas ao centro da cidade e que ainda continuam sem qualquer pavimentação, principalmente, àquelas que foram foco das promessas na campanha eleitoral 2012, tais como a Jacuba e o Green Valley. Conforme as declarações do governo, essas áreas não foram contempladas, porque o programa focaliza o recapeamento, o que exige a existência de algum tipo de pavimentação, conforme mencionado acima.

Seguindo a mesma linha, a rua de acesso ao Edifício do Fórum da Comarca de Rio Bonito ainda continua na condição da estrada de chão, enquanto que as ruas no entorno foram todas asfaltadas, demonstrando uma contradição no planejamento e na execução dos projetos urbanos.

Por fim, os riobonitenses questionam o custo do Programa Asfalto na Porta aos cofres públicos, incluindo a contrapartida do Município de Rio Bonito, diante da pouca informação ou quase nenhuma quanto à transparência.

Nadelson Costa Nogueira Junior