20150508_114355

EU TENHO ORGULHO DE SER SERVENTUÁRIO DA JUSTIÇA.

Em outubro, eu completarei 15 anos de dedicação ao TJRJ como serventuário. Ao longo destes anos, nunca perdi o foco e me esqueci dos motivos que me levaram a trabalhar no Poder Judiciário: – Fazer a diferença no serviço público e na aplicação da justiça. Posso afirmar, sem qualquer falsa modéstia, que tenho orgulho do meu trabalho, do meu Tribunal e, principalmente, da 2ª Vara da Comarca de Rio Bonito.

O orgulho e a gratificação se tornaram maiores, quando fiquei sabendo que o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro ficou entre os quatro tribunais de justiça que atingiram 100% de eficiência em índice do CNJ, estando na liderança desde 2009, conforme o IPC –Jus, que leva em consideração o total dos processos em tramitação, o número de magistrados, o número de servidores (exceto terceirizados e estagiários) e a despesa total do tribunal, excluindo-se a despesa com funcionários inativos. Assim, de forma objetiva, um Tribunal é considerado eficiente quando consegue produzir mais com menos recursos.

Conforme os dados atualizados até junho pelo CNJ, as serventias da primeira e segunda instância cumpriram 95% da Meta 1/2014, que consiste em julgar quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos até 31 de dezembro. O TJRJ também cumpriu 80% dos objetivos gerais da Meta 2/2014, que prevê o julgamento, até o final do ano, de todas as ações ajuizadas até 31/12/2011 nos Juizados Especiais e nas Turmas Recursais, além de identificar e julgar pelo menos 80% dos processos distribuídos até 31/12/2010 no primeiro grau e até 30/11/2011 no segundo grau.

Por fim, mesmo diante das dificuldades do cotidiano cartorário, não tem como não expressar a satisfação, resultante do trabalho conjunto de toda organização. Os números e resultados falam por si só, enquanto que a 2ª Vara da Comarca de Rio Bonito cumpriu quase 200% da Meta 1, no mês de agosto.

Nadelson Costa Nogueira Junior