danca-das-cediras-3-1

Com 90 dias do governo Madiocão, já começa a dança das cadeiras entre os secretários

Aos noventa dias do governo Mandiocão, começa da dança das cadeiras entre os secretários municipais, que, aparentemente, demonstram incapacidade para gerirem várias pastas ao mesmo tempo, enquanto que poucos se afastam por conta das forças ocultas, que estão sempre presentes no circuito do poder. Assim sendo, seguem as mudanças descritas abaixo:

Por força da portaria n°163/2017, Cantianila Fialho Mendonça, foi exonerada, a pedido, do cargo de Chefe de Gabinete, a contar de 30/03/17, sendo substituída pela servidora VERA LÚCIA PEREIRA DE SOUZA, que também exercerá interinamente os cargos de Secretária Municipal de Comunicação Social, a contar de 31/03/2017, através da portaria nº169/2017. O problema é que a atual chefe de gabinete não possui a aprovação do grupo político, como também, não está preparada para a articulação política e as demandas dos cargos, o que coloca sua indicação no universo do foro íntimo do prefeito, que deve estar focalizando a confiança exclusivamente, deixando a incorporação dos 10% da função comissionada para cada ano trabalhado de lado, tendo em vista que ela não é servidora concursada;

Por força da portaria nº166/2017, Matheus Rodrigues da Costa Neto, secretário de saúde, foi designado interinamente para exercer o cargo de Secretário Municipal de Prevenção à Dependência Química, a partir do dia 31/03/17, o que dará maior acesso aos fundos da pasta dentro da jurisdição do Estado e da União. Mantendo o foco na pasta da Prevenção à Dependência Química, a designação do Matheus Neto é estranha, uma vez que há gente extremamente capacitada para o cargo dentro do grupo, que é o caso do João Paulo Romanelli. Por outro lado, a pasta estava à deriva na mão da secretária municipal da promoção social (Desenvolvimento Social);

Por força da portaria nº168/2017, Vitor Ivo Gomes da Silva foi designado interinamente para exercer o cargo de Secretário Municipal de Projetos Especiais, a contar de 31/03/2017. É importante atentarmos para o fato de que a Secretaria de Projetos Especiais foi criada no Governo Solange Pereira de Almeida em 2013, para acelerar o expediente dos projetos da PMRB e editá-los nos moldes da ABNT para, então, enviá-los aos órgãos governamentais para a prospecção das verbas e dos investimentos públicos. Todavia, na prática, a secretaria serviu de cabide de emprego no governo anterior, mantendo a mesma perspectiva no atual. É importante atentarmos para fato administrativo de que o Sr. VITOR IVO GOMES DA SILVA foi também foi nomeado para o cargo de ASSESSOR ESPECIAL, a contar de 24/03/2017, por força da portaria nº161/2017.

Conforme os comentários das pessoas mais próximas ao poder municipal, é esperada a dança das cadeiras na pasta trabalho, que também possui grande potencial estratégico para o aumento da arrecadação e que precisa ser otimizada.

Por fim, considero um erro gravíssimo a exoneração da Cantianila da Chefia de Gabinete, mesmo que seja a pedido. Considerando a carência da inteligência organizacional e o ambiente político que o prefeito Mandiocão se encontra, deixar a Cantianila fora do tabuleiro é um luxo, que o grupo político não pode se permitir. Ela é a torre do grupo, o que a coloca numa posição estratégica, tanto para o combate quanto para a defesa. Seu afastamento da Chefia de Gabinete transformou o gabinete do governo num mero protocolo administrativo, que fará ofícios e memorandos para o prefeito.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários