marcos_abrahao

Esse é o momento do Marcos Abrahão, desde que o eleitor compreenda suas propostas e as necessidades de Rio Bonito

O deputado Marcos Abrahão, com Gustavo Abrahão e Nadelson Junior, na entrevista realizada em 19/06/2016.

O deputado Marcos Abrahão, com Gustavo Abrahão e Nadelson Junior, na entrevista realizada em 19/06/2016.

Seguindo a sequência na construção do perfil político riobonitense para prefeito em 2016, entrevistei o pré-candidato, Marcos Abrahão, do PT do B, com 54 anos de idade, deputado estadual desde 2003, empresário no ramo do material médico, odontológico e hospitalar, bacharel em Administração de Empresas, técnico em contabilidade, administração de empresas e em transações imobiliárias, cujo currículo legislativo inclui a autoria de 12 projetos de Leis, a vice-presidência da Câmara Municipal de Rio Bonito de 2001 a 2002, a presidência das comissões permanentes, na ALERJ, de obras públicas, de indicações legislativas, e de normas internas e proposições externas, além das 22 condecorações oriundas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, da Legião dos Veteranos de Guerra do Brasil, da Associação dos Servidores do TCE (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro), entre outras.

Logo no início, o pré-candidato já se apresentou com a vontade de registrar seu nome na história de Rio Bonito, de forma positiva, caso seja eleito pelo povo, focalizando a otimização dos serviços, a reengenharia da máquina pública, a participação público-privada e a prospecção das verbas e dos investimentos junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro e a União, utilizando sua formação tecnocrata e sua experiência legislativa para isso. Aliás, ele fez questão de enfatizar a palavra  “Administração” no lugar do vocábulo  “governo”, demonstrando a valorização técnica e a mudança do perfil gestor, que focalizará o controle e a fiscalização dos contratos e das licitações, aplicando a responsabilidade funcional aos atos praticados, implantando a transparência nas contas públicas.

Ao contrário de todos os pré-candidatos, até o momento presente, o Marcos Abrahão já possui sua plataforma política definida na Administração e o plano de governo, que será apresentado à sociedade futuramente.

Há outro ponto muito interessante na campanha do pré-candidato, que será coordenada pelo Mestre e Doutorando em Economia, Gustavo Abrahão, que está trazendo pensadores, técnicos e articuladores jovens e idealistas para o grupo, construindo uma estrutura notável e promissora para a nossa cidade, que reflete exatamente a proposta do deputado, que pode ser resumida em duas palavras: – ADMINISTRAÇÃO e TRANSPARÊNCIA, que afastam os fantasmas da politicagem.

Por fim, não posso deixar de registrar o fato de que fiquei surpreso com o currículo do pré-candidato, que nunca foi explorado por sua equipe de campanha antes, quando o mesmo já demonstra a longa distância dele, em relação aos demais, nos quesitos conhecimento técnico e experiência. Talvez, se explorassem isso nas eleições municipais em 2012, o Município de Rio Bonito não estivesse nas condições precárias da atualidade. O que me leva a repensar todo sistema na condição de cidadão, escritor e eleitor.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários