17098185_680218598825328_8559107720169998298_n

Matheus Neto trabalha com a equipe do SAMU no carnaval, trazendo nova perspectiva ao governo

A imagem do Secretário Municipal de Saúde, MATHEUS NETO, auxiliando a equipe do SAMU no atendimento ao cidadão que sofreu o mal súbito durante a festa do carnaval rio-bonitense, em 2017, é histórica, tendo em vista que o secretário poderia ter se limitado à observação e a burocracia que são peculiares aos políticos. Todavia, ele optou ir além das suas funções, fortificando sua imagem pessoal e do atual governo perante à opinião pública de um lado, podendo causar conflitos de interesses dentro das alianças políticas do próprio governo, do outro.

A Comunicação Social e as Relações Públicas precisam seguir um modelo único e exclusivo de divulgação, objetivando manter as propriedades e princípios do governo ou organização, caso contrário, o planejamento estratégico e a gestão dos impactos e riscos se tornarão ineficazes, enquanto que a marketing positivo de hoje se tornará a mancha de petróleo no golfo do México do amanhã, principalmente, se considerarmos o ambiente das Eleições Municipais em 2016.

Como cidadão e leitor, achei muito legal a iniciativa do secretário de saúde, que foi humana, técnica e objetiva. Como analista estratégico, considero que a divulgação da imagem provocará conflitos de vaidade com o primeiro escalão do governo, enquanto que poderá interferir na dinâmica interna do atual governo e na configuração da chapa para a reeleição em 2020 ou a sucessão em 2020 / 2024. Em suma, Matheus Neto abriu a porta para que outros possíveis candidatos ao cargo de prefeito e vice construam suas plataformas paralelamente ao governo, o que poderá comprometer a unidade e a imagem do grupo.

Por fim, o governo municipal precisa construir e aplicar seu código de ética e o plano de comunicação institucional imediatamente, objetivando manter as coisas e as pessoas nos seus respectivos lugares.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários