Paixo

Relatora mantém a liminar, enquanto que Mandiocão aguarda a diplomação

No dia 02/12/2016, a Exma. Desembargadora Renata Machado Cotta ratificou a liminar no processo nº0050701-04.2016.8.19.0000 , mantendo a suspensão da sessão da Câmara Municipal de Rio Bonito que reprovou as contas do Mandiocão, apresentando que a situação era delicada, enquanto que se referia ao pleno exercício da cidadania do agravante e do eleitorado municipal.

Dessa forma, o prefeito eleito, José Luiz Alves Antunes, popularmente conhecido como Mandiocão, está elegível, enquanto que, consequentemente, vencerá os recursos restantes, com unanimidade, dentro TSE, mantendo a tradição dos mandatos sustentados por liminares. Por outro lado, nota-se que o fato do candidato ter conquistado a primeira posição nas urnas, com a contagem dos 14.826 votos fez muita diferença na manutenção da liminar.

Há o momento para o combate e para o reconhecimento. Assim, tirando as formalidades de praxe, o Mandiocão entrou inelegível na disputa eleitoral, saindo elegível, vitorioso e com a ficha limpa, lutando contra a probabilidade matemática. É importante atentarmos para o fato de que a última liminar do futuro prefeito foi analisada meses após o término do seu último mandato. Logo, não me assustaria se o Mandiocão investisse na reeleição, permanecendo no cargo por 08 anos.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários