menina-se-olhando-no-espelho-e-nao-gostando-baixa-autoestima-acne-espinha-1394031646580_956x500

Solange se olhou no espelho e culpou os professores

O aniversário dos 169 anos do Município de Rio Bonito é marcado pela inversão de ideias e valores. Desde o início do mandato, o governo prometeu coisas e não as cumpriu. Isso já virou tradição e costume entre os políticos e a sociedade brasileira, colocando em cheque a credibilidade dos pedintes dos votos e dos pedantes eleitos. Todavia, há um ponto que precisa ser repensado, tendo em vista que a Prefeitura Municipal de Rio Bonito anunciou, nas redes sociais, que o desfile do dia 07 de maio foi cancelado em função da greve e da possibilidade da manifestação por parte dos professores. Para piorar os motivos anunciados, o governo ainda fez questão de transmitir a ideia de que o cancelamento do evento seria pelo bem-estar e a segurança das nossas crianças, na tentativa de marginalizar uma categoria nobre, que é explorada há décadas.

Vamos pegar a promoção negativa e maldosa do governo e coloca-la no formato compatível com a realidade: – Cidadãos riobonitenses, pelo presente informamos que o desfile e os festejos tradicionais do dia 07 de maio, que é o aniversário de 169 anos da nossa cidade, não serão realizados, tendo em vista que o governo, Solange Pereira de Almeida, não soube fazer o dever de casa e gerenciar as contas públicas. Não satisfeito, o mesmo governo criou várias secretarias municipais e cargos comissionados, visando fazer cabide de emprego, não se preocupando com o currículo, a experiência, a competência, os gastos, as metas e os resultados. Simplesmente, a maioria dos secretários se sentaram nas cadeiras, passaram a receber os salários mensalmente, sem produzir, alegando falta de verba e de investimentos em Brasília, no Estado e no próprio município. Assim, as escolas, que já estavam sucateadas, pioraram suas condições estruturais. O piso salarial dos professores ainda não foi aplicado, embora o dinheiro tenha vindo do FUNDEB nos últimos 15 anos para a valorização do profissional da educação e das escolas, incluindo a merenda. Em suma, o desfile do dia 07 de maio de 2015 não será realizado por incompetência administrativa e gestora da prefeita e do seu staff, onde ambos atuam como rainha e nobreza, respectivamente, numa máquina sustentada pelo trabalho dos servidores públicos concursados e pelo dinheiro do contribuinte. Quando todos achavam que a não realização do carnaval, em 2015, seria a cereja do bolo da incompetência, o governo conseguiu transformar sua ausência num mero aperitivo, diante da não realização da festa.

Covardemente, os diretores das escolas municipais são indicados diretamente pelo prefeito, que distribui os cargos entre seus vereadores favoritos, que sustentam a base governista na Câmara dos Vereadores. Não satisfeitos, os mesmos vereadores indicam orientadores pedagógicos,  orientadores educacionais e funções necessárias e estratégicas dentro da educação, contribuindo, e muito, com o sucateamento das escolas, dos professores e das gerações que passam pelo ensino público.

Por fim, eu sou obrigado a deixar um recado para a sociedade: – Cuidado com tudo que vocês leem, tendo em vista que nem tudo que está escrito é verdade de fato, mas a ideia é transformar a mentira escrita numa verdade, quando a mentira é repetida por entre as pessoas que não conhecem a realidade do governo e os abusos que são cometidos contra a categoria dos servidores públicos e dos profissionais da educação.  É errado e imoral o que está acontecendo em Rio Bonito nos últimos 18 anos. Mais imoral e errado é o fato da Câmara dos Vereadores fazer um teatro no Plenário, enquanto que nada faz para impedir tais abusos. O problema é que na tentativa de fazer o certo, o vereador ficará isolado, perderá os privilégios extras dentro da máquina do governo. Sendo assim, a sensação que tenho é que o governo se olhou no espelho, se avaliou, lançando seus adjetivos e frustrações nos professores, porque assumir publicamente que as coisas estão CADA VEZ PIOR, é reconhecer a incompetência administrativa e a necessidade honrada de pedir RENÚNCIA. Em suma, Rio Bonito não terá seu desfile, porque a Solange Pereira de Almeida não quis, enquanto que os vereadores permitiram, porque cruzaram os braços e nada fizeram.

 

Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários