credito-imobiliario-620x413

URGENTE: O Município de Rio Bonito quer vender seus imóveis e o futuro das nossas crianças

12646713_1034373703301487_6800912399800983321_oO governo municipal está começando o ano de 2016, colocando as garras para fora, tendo em vista que foi enviada a primeira mensagem à Câmara Municipal, solicitando a votação do pedido da criação de novos cargos, cumulados com o aumento no salário e no mandato do procurador da Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Rio Bonito, bem como, a autorização para a venda dos imóveis do patrimônio municipal, que poderá ser à vista ou a prazo. O detalhe é que ambas as matérias necessitam de tempo para a análise por parte dos vereadores e da sociedade civil. Todavia, a votação será realizada em caráter extraordinário na próxima quarta-feira, dia 03/02/2016, às 10:00 horas, na Câmara Municipal.

No caso da criação dos novos cargos e no aumento do salário do procurador do IPREVIRB, fica latente a desproporcionalidade e a tentativa do atual governo em  se perpetuar na autarquia, cuja manobra, caso seja aprovada pela Câmara dos Vereadores, provocará conflitos maiores com os futuros prefeitos, presidentes da Câmara Municipal e os sindicatos das categorias. O pedido não faz qualquer sentido, principalmente diante do quadro crônico no fluxo de caixa da instituição.

Com a aprovação da alienação dos imóveis do patrimônio público municipal, tal mecanismo permitirá que o prefeito proceda a venda dos terrenos e prédios, cujas localizações são estratégicas dentro dos loteamentos, enquanto que tal medida inviabilizará o planejamento urbano e a logística dos serviços públicos às futuras gerações. Estamos falando dos postos de saúde, das praças e das instalações que pertencem ao Município de Rio Bonito e ao seu povo. Logo, o pedido vai além dos lotes vazios, que, também, já possuem posição estratégica e valorização no mercado imobiliário.

Por fim, é imperativo que a sociedade civil se mobilize e faça pressão em cima dos vereadores para que a mensagem não seja aprovada.

Embora poucos tenham se manifestado sobre o tema, há uma outra armadilha paralisada na mesa diretora da Câmara dos Vereadores, que é o Estacionamento Rotativo. Simplesmente, os Poderes Executivo e Legislativo estão trabalhando para entregarem a cidade de Rio Bonito de presente as empresas do circuito político.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

 

 

Comentários