DSC01458

A solução do Ônibus Universitário não é mais uma questão política, mas de palavra.

As fotos divulgadas nas redes sociais demonstram que a coordenação do ônibus universitário de Rio Bonito não está sabendo gerenciar os quesitos da SEGURANÇA, da LEGALIDADE, e do RESPEITO aos cidadãos e aos universitários riobonitenses.
Quando 03 ônibus já não estavam atendendo a demanda, na qual os alunos deveriam ir sentados, com o padrão mínimo de segurança e de qualidade no serviço público prestado, a coordenação, não satisfeita, reduziu o número dos ônibus para dois, transformando o trajeto à universidade numa perigosa odisséia ao longo dos 68 Km de deslocamento na ida e na volta para casa.
Foi prometido o aluguél de 06 ônibus leitos na campanha eleitoral para atender a demanda dos universitários no trajeto Rio Bonito x Nitérói e Rio Bonito x São Gonçalo. Conforme a atual administração, os ônibus não foram contratados em função da burocracia da licitação, cumulada com a questão da compensação das dívidas herdadas da gestão anterior.
A situação dos universitários não pode permanecer mais do jeito que está, enquanto que os ônibus deverão ser contratados para atender a demanda, em cumprimento ao compromisso firmado na campanha.
Para apresentar o assunto com lucidez e objetividade, para aqueles que defendem a compra dos novos ônibus, já torno público e notório minha opinião pessoal, atentando para o fato de que sairá mais barato para a Prefeitura Municipal de Rio Bonito realizar a contratação dos veículos, tendo em vista que no mesmo serviço já estarão inclusos a manutenção e os motoristas. A mesma burocracia que existe para a compra do ônibus é aplicada na compra das peças, além da prefeitura ter que constituir um almoxarifado mecânico só para atender a demanda dos ônibus. Imaginem o custo que será gerado ao longo dos anos de um lado, com os prazos para as compras e os reparos do outro. A Petrobrás e a maioria dos Estados e Municípios já utilizam o sistema de contrato da frota, focalizando, principalmente, a transferência da manutenção ou da troca veicular, dando maior celeridade e qualidade na prestação do serviço proposto. Por fim, no mesmo pacote das vantagens, estão inclusos os seguros e os pacotes preventivos para garantirem a viagem segura para os usuários ou o pronto atendimento em caso de acidente ou colisão.
Esse é um momento histórico e importantíssimo para a sociedade riobonitense, diante da importância que a causa universitária vem tomando ao longo dos quase 20 anos do serviço, enquanto que a Câmara dos Vereadores tem se demonstrado comprometida e preocupada com a solução do problema, sendo o assunto mencionado nas últimas duas sessões da Casa Legislativa Municipal. Por fim, a Prefeita se comprometeu que resolveria o problema com o aluguél dos ônibus durante a campanha eleitoral em 2012, demonstrando a tendência unânime ou majoritária das forças políticas e sociais na solução do transporte universitário. Aliás, muito mais do que uma questão social, o Ônibus Universitário de Rio Bonito se tornou uma questão de palavra, enquanto que o cumprimento da promessa será a materialidade da confiança depositada por considerável parte da classe média e da nossa juventude.
Entretanto, após ao cumprimento da promessa dos 06 ônibus leitos, novos desafios chegarão aos universitários, tendo em vista que haverá uma limitação das vagas para o transporte universitário, considerando o fato de que naõ é permitido o transporte de passageiros em pé. Logo, salvo a formatura dos veteranos ou o aumento da frota, os novos estudantes, possivelmente, entrarão numa fila de espera.
A questão do Ônibus Universitário atenta para uma necessidade antiga e emergencial para toda a cidade: – A instalação dos cursos universitários, da Escola Técnica e do SENAI em Rio Bonito, pois, quanto maior for a nossa capacitação local, menor será a necessidade do ônibus, enquanto que outros municípios enviarão seus jovens para estudarem em Rio Bonito, aumentando a arrecadação, os salários e a qualidade de vida.

Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários