yellow_emo_sad_faces

Algumas pessoas só vêem o lado ruim, porque elas precisam de espelhos para sobreviverem.

Sabe o que eu acho mais engraçado em Rio Bonito: – Aqui, você não pode ser universal e criticar construtivamente, apontando erros e indicando caminhos e soluções. Você tem que seguir o senso comum, assumir um lado e ignorar a coletividade, bem como, marretar as boas ações, tanto das pessoas quanto das instituições sociais. Se o assunto for política, os conflitos são maximizados. Assim, no final, ninguém se entende e tudo continua a mesma coisa de sempre. O rico viaja e se retira da cidade nas horas de lazer. Os mais humildes se apertam durante o mês entre as contas, os impostos e o aluguel, enquanto o desemprego não bate em suas portas.
O amor que sinto por esta cidade é maior que a negatividade que tentam associar à imagem da sociedade que nela habita. Com todas as contradições, eu ainda tenho esperança e consigo ver transformações sociais, econômicas e de consciência. Caso contrário, eu terminarei com a seguinte pergunta: – Por que você ainda não foi embora daqui? – Minha resposta se limitará as minhas ideias, atitudes e palavras, porque eu nasci no Rio de Janeiro por um mero acidente. Minha alma é riobonitense.

 

Nadelson Costa Nogueira Junior

Comentários