a65d83b6c675d775ba15c8d311425dde

Dawson é a história viva da cultura riobonitense. Mas, o governo nunca reconheceu isso e o exonerou

7fbc17de-a8ff-4c9b-9a53-13ada9f3a73eDawson Nascimento da Silva é famoso por sua profissão de artesão, restaurador prático e músico. Todavia, sua paixão pela história e pela cultura riobonitense conseguiu ultrapassar suas principais qualidades. Simplesmente, o Dawson está fazendo, de forma solitária, o difícil trabalho de recuperar e  restaurar os registros históricos da nossa sociedade, desde o Brasil colônia até os dias atuais. Seu trabalho poderia ser resumido ao conjunto das fotografias, documentos e registros de outras tempos, mas, ele vai muito além disso. Logo, a justiça deve ser feita, porque, quando o tema é a cultura riobonitense, o Dawson conquistou seu lugar exclusivo na sala dos imortais. O problema é que os governos não reconhecem a magnitude e a complexidade do trabalho de um gênio. Por fim, me assustei, quando vi que o nosso herói da resistência cultural foi exonerado pela prefeita, conforme a imprensa oficial do Município de Rio Bonito dessa semana (Jornal Gazeta de Rio Bonito (edição 441) desse sábado, 10/10/2015).

O meu caro leitor deve estar se perguntando: Qual seria o motivo que levaria o governo  a exonerar uma pessoa especial para nossa cidade, com um trabalho reconhecido e brilhante, principalmente, com uma folha de pagamento no valor de R$8.000.000,00 (Oito milhões de reais)? – A resposta é simples: – RETALIAÇÃO POLÍTICA, cumulada com o capricho de um grupo, que acredita, cegamente, que será possível apagar a história e os registros da nossa sociedade. Pois, sem esses registros, eles poderão construir heróis que nunca existiram, com suas lendas urbanas. Entretanto, há um sentimento negativo no meio de toda tempestade, tendo em vista que o nome do Dawson ganhou evidência pelas ruas, lojas, igrejas e, principalmente, dentro do atual governo, uma vez que, conforme os comentários, ele foi convidado a concorrer como vice-prefeito do pré-candidato, pelo PDT, Aécio Moura, nas próximas eleições municipais, em 2016.

E, mais uma vez, a perseguição política foi materializada de um lado, enquanto que o Dawson voltará a executar seus estudos e pesquisas por conta própria, através do projeto Rio Bonito Antigo.

 

https://www.facebook.com/riobonito.antigo

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

 

 

Comentários