Posts

perseverancia

De que adianta ser o vencedor, se você está sozinho?

O mercado não tem coração, pois somente os melhores conseguem passar por sua peneira, cheia de critérios, exigências, competências, talentos e habilidades. Por isso, é muito fácil compreender os motivos de tanta competitividade, principalmente, entre os mais jovens.

A competição é saudável e necessária na atualidade para que a pessoa possa medir seus limites e compreender o próprio desenvolvimento, identificando seus pontos fortes e fracos. Todavia, é importantíssimo que você compreenda o fato de que todos ganham em qualquer competição, chegando na primeira colocação ou na última: – A Experiência e o conhecimento de si e do ambiente envolvido no experimento.

Normalmente, os livros da teoria geral da administração e toda a literatura clássica conhecida incentivam a competição e supervalorizam o primeiro lugar, o vencedor, o melhor dos melhores, dedicando a variedade das metodologias para que as pessoas sejam estimuladas a se desenvolverem, para chegarem ao topo, quando essa posição é para poucos e se pensa a sociedade e o trabalho humano verticalmente. Dessa forma, meu foco será justamente a minoria, as pessoas que não conheceram a derrota ou que foram protegidas pelo sistema para não conhecê-las propositalmente.

É óbvio que ser o primeiro lugar em tudo não é fácil, enquanto que a manutenção dessa condição é insustentável nas condições ambientais abertas, sem que haja a interferência de terceiros e a acomodação dentro do aquário da vida profissional e afetiva, pelo simples fato de que o Homem não pode saber e dominar tudo, principalmente, na velocidade em que o conhecimento está crescendo, diante de tanta inovação e o processo de criação. Logo, o inimigo número da humanidade é a ignorância, cujo tamanho é multiplicado inúmeras vezes, quando a pessoa se especializa em determinado assunto.

Há uma tendência comum entre os vencedores na jornada da vida em medirem suas conquistas e o respeito pelo patrimônio financeiro e intelectual construídos, quando se sentam com seu grupo restrito de amigos para se gabarem daquilo ou disso. E por maiores que sejam suas conquistas, conteúdo literário e acadêmico, sem dúvida alguma, vem a solidão no final da noite e a sensação do vazio, porque os verdadeiros vencedores são poucos e vivem o narcisismo sozinhos, até o momento em que a consciência social desperta, permitindo sua saída voluntária do pedestal, convivendo e reaprendendo o mundo real com a maioria, sem culpa, dor, julgamento ou hierarquia, porque o mundo é constituídos de pessoas e nada mais. E será nesse momento que o vencedor verá que ele poderia ter mudado tudo desde o início, quando ele subiu na primeira posição do pódio, isolando-se do mundo, e poderia ter participado da festa no chão da fábrica a vida inteira.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior : .

Rio Bonito, 16 de julho de 2018.

ze-luiz-na-cavalgada-696x463

Cavalgada Riobonitense é o encontro do sentimento com a amizade e a família

“É o contraste cultural ver o Mandiocão liderar a cavalgada com seus cavalos e cavaleiros, quando estamos no século XXI e com tanta tecnologia. Isso demonstra que a cidade ainda insiste em se manter no período do curral. Sendo assim, era para essa mesma galera pegar na enxada e no arado para plantar e produzir a agricultura de outros tempos. Isso ninguém quer por aqui, salvo se fantasiar de sertanejo para sair bem na fotografia.” (NOGUEIRA, 2018).

 

No dia 28 de abril de 2018, eu fiz um comentário simples e minimalista sobre a prática da cavalgada, que contará com posição de destaque no 172º aniversário de emancipação de Rio Bonito, uma vez que o prefeito Mandiocão é cavaleiro amante e praticante da arte, transformando o nicho numa forma personalizada da sua expressão política, mesmo que os riobonitenses tenham que conviver com os dejetos verdes deixados sobre o asfalto e o paralelepípedo.

Quando fiz a postagem no Facebook, fiz referência ao curral da época do Império, quando o riobonitense se recusa a pegar na enxada, no arado e no adubo para plantar ou tornar produtiva a pequena propriedade, mantendo o verdadeiro modelo econômico do nosso município, que se vende como um prestador de serviços, com altos índices de desemprego e com um mercado de trabalho limitadíssimo aos contadores, professores, vendedores e caixas dentro do comércio. Mandiocão faz seu marketing real e sincero de vida, representando o homem do campo, mas deixa o distrito de Boa Esperança abandonado. A situação se agrava quando a pessoa vai procurar emprego e é descartada na hora que informa sua residência, por causa do valor do transporte. Em suma, o único momento que o prefeito tem o contato real e sincero com o seu universo eleitoral é na hora da cavalgada.

Ao longo do debate, seis pessoas se apresentaram para defender seu nicho de negócio no ramo da criação e venda dos equinos, trazendo a argumentação de que o mercado nacional gera o montante de R$16 bilhões, que estão concentrados nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná. O Brasil possui o plantel de 600 mil cabeças, tendo o Estado do Rio de Janeiro a segunda posição, quando se trata da criação da raça mangalarga. Os números são expressivos e não podem ser ignorados. Todavia, tentaram impor a ideia de que os bilhões rendidos em outros estados justificariam o mercado bilionário ou doméstico em Rio Bonito, que não possui dados ou indicadores, porque não existem por parte da secretaria municipal de agricultura e os donos dos haras também não disponibilizam seus fluxos de caixa, quando o deveriam ter feito, a partir do momento que insistiram em abraçar a linha econômica como bandeira da justificativa.

Após o sinal do Batman ter reunido meia dúzia de cavaleiros despreparados para o combate, me apareceu o Fernando César, na manhã do dia 30 de abril, fazendo uma argumentação simples e objetiva sobre o mercado de equinos, trazendo a cavalgada para o campo antropológico, acrescentando sentimento, conectando o tempo, as pessoas e o espaço com os animais, agregando valores como amizade, família e companheirismo. Ele elevou a cavalgada ao encontro entre amigos e a demonstração do amor ao cavalo e ao próprio cavaleiro, sem enfeitar o pavão ou trazer dados e números da casa dos outros, construindo uma linha de raciocínio, inclusive, terapêutica, folclórica e cultural.

O Fernando César demonstrou que ainda existem pensadores coerentes na diversidade da sociedade brasileira, incorporando literalmente o cavaleiro e o cavalheiro inglês, com sua postura, escrita, educação, linha de raciocínio e cordialidade. Não sei qual raça de cavalo ele cria, mas sua dignidade foi merecedora dos cavalos árabes mencionados em Ben-Hur e da cavalaria inglesa conservadora, que mantém a escola mundial na etiqueta e na competição equestre. Ele me fez rever a questão social e emocional entorno da cultura. Aliás, com poucas linhas e de forma sucinta, o Fernando me demonstrou que é o amor que une os cavaleiros, enquanto que esse amor é tão grande, que eles não conseguem guardar para si e precisam compartilhar com o mundo, incluindo a marcha, o trote, o trato do pelo e a postura do animal. Até então, eu só conseguia fazer essa imagem na cultura gaúcha e mato-grossense, com os grandes fazendeiros e criadores. Mas, isso acontece em Rio Bonito no âmbito doméstico, sem muito enfeite ou arrogância, tornando a cavalgada folclórica, com significado e significância para o interior, agregando grande potencial turístico e econômico, se for considerando no plano diretor do turismo municipal.

Rio Bonito espera receber mais de 2.000 cavaleiros na sua cavalgada com o prefeito na abertura do evento dos 172 anos da sua emancipação, que passarão marchando com seus estandartes pelos átrios da cidade, lembrando as legiões romanas nos festejos de César e dos deuses após às vitórias na guerra sangrenta, impondo a civilização daquela época.

Por fim, ao Fernando César eu tiro o meu chapéu e me curvo por reconhece-lo como irmão e um verdadeiro amante da cavalaria, porque existem os amantes e aqueles que só visam o lucro no negócio e nada mais.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior:.

14666127_1137230546346331_3361849771968010922_n

Eu amo ser vizinho do Estúdio de Dança Sonharte

Em 2016, eu vi nascer o Estúdio de Dança Sonharte, literalmente ao lado da minha casa e colado no meu muro. Lembro-me que minha filha se interessou no primeiro momento em que viu as crianças, vestidas de bailarinas, se direcionarem à casa do vizinho, que estava se transformando em algo extraordinário, que, talvez, nem a própria idealizadora do projeto e professora de dança, Caroline Rodrigues, não poderia imaginar.

Ao longo do ano de 2016, era comum o fluxo dos carros e das famílias que vinham deixar ou buscar suas filhas no ballet, enquanto que era prazeroso ver o brilho nos olhos, o sorriso e a satisfação nos rostos daquelas meninas e suas respectivas mães e avós, que acompanharam e ainda acompanham a jornada semanal em busca da perfeição na coreografia, através da prática, dedicação, disciplina e, principalmente, do companheirismo e do trabalho em equipe.

Com dois anos de existência e dois espetáculos anuais apresentados no Teatro da CDL, Entre Laços em 2016 e Estações em 2017, fui a testemunha de um processo de transformação de uma geração de crianças e adolescentes que se descobriram nas artes e que estão investindo em planos maiores para o futuro, ora para dançar profissionalmente ou para atender aos anseios da alma. Mas, uma coisa é certa: – O Estúdio de Dança Sonharte não ensina só dança aos seus alunos, porque ele se tornou um espaço de convivência social e cultural, além de uma referência positiva para as crianças e suas respectivas famílias se reunirem, conversarem sobre o cotidiano e o momento destas pessoas pequenas, que possuem muitas ideias e qualidades para melhorar o mundo, através do amor, do sorriso, da sinceridade e da ingenuidade, quebrando as barreiras da indiferença e agregando valores, através da inclusão social. Isso é visível diariamente, quando as mães esperam suas filhas durante as aulas ou são realizados os eventos internos, tais como os chás, festas da fantasia e amigos ocultos.

O Estúdio de Dança Sonharte nunca me incomodou como vizinho, pai, filho, marido e cidadão. Muito pelo contrário, tendo em vista que ele trouxe vida à Rua Santa Clara, localizada no centro de Rio Bonito. Desde o início de 2017, o repertório musical das aulas e das coreografias, que iam de Antonio Vivaldi à música contemporânea, infelizmente, desapareceu em função do isolamento acústico provocado pela instalação do sistema de climatização no estabelecimento. Eu adorava degustar o café da manhã com o som solitário do piano, que me vinha muito baixo, aos  40 decibéis, conforme o aplicativo de medição do meu celular. Todavia, a surpresa no último espetáculo foi maior, porque eu não sabia, sequer, a trilha sonora.

Por fim, o Estúdio de Dança Sonharte, localizado na Rua Santa Clara, nº 99, centro, Rio Bonito – RJ, estará matriculando a partir do dia 01/02/2018, das 14:00 às 18:00 horas, oferecendo aulas de ballet, jazz, contemporânea, dança de salão, dança do ventre, hip hop (danças urbanas), dança materna e ministerial, com as modalidades distribuídas para o público infantil, jovem e adulto, porque a dança é a arte em movimento.

 

[layerslider id=”17″]

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

26165329_1882855535075869_2636532047930562544_n

Lona na Lua e Criança Esperança abrem inscrições para o projeto “Lona na Lua – Oficinas de Artes”

“Uma das conquistas mais marcantes nos oito anos de existência do Lona na Lua está prestes a começar. Nos dias 8 e 9 de janeiro, a partir das 18h, o movimento sociocultural de Rio Bonito recebe inscrições para o projeto “Lona na Lua – Oficinas de Artes”, apoiado pela primeira vez pelo Criança Esperança, uma parceria da Rede Globo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Serão 200 novas vagas para crianças e adolescentes de 8 a 17 anos nas oficinas de teatro, música, circo, dança, cenografia e figurino e roteiro. Para se matricular, os alunos devem comparecer ao Espaço Cultural acompanhados do responsável legal, cópia da identidade ou certidão de nascimento e uma foto 3×4. “Será um ano muito especial. Teremos mais crianças atendidas, mais espetáculos produzidos, e consequentemente, um impacto social ainda maior em nosso município. É a chance que o jovem riobonitense tem de aprender mais sobre a arte que pulsa de verdade que fazemos aqui”, afirma Zeca Novais, fundador do Projeto.

O Lona na Lua é uma associação cultural e social sem fins lucrativos que tem como objetivo proporcionar cultura para a população, contribuindo com o desenvolvimento de crianças e adolescentes através de um modelo de arte inclusiva. As inscrições e oficinas são gratuitas. Não perca!

SERVIÇO
Inscrições para o projeto “Lona na Lua – Oficinas de Artes”, apoiado pelo Criança Esperança

Quando: 8 e 9 de janeiro, a partir das 18h
Onde: Espaço Cultural Lona na Lua – Avenida Sete de Maio, S/Nº, Centro – Rio Bonito
Podem se matricular crianças e adolescentes de 8 a 18 anos.
Inscrições gratuitas.”

processo_seletico

Município de Saquarema abre inscrição para o processo seletivo na saúde, educação e cultura nos dias 09, 10, 20 e 21 de março

processo-seletivo-simplificado-seduce-05021706022017EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO

SIMPLIFICADO Nº 001/2017

 

O Município de Saquarema, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, faz saber aos interessados que, nos termos do art. 37, inciso IX da Constituição Federal, da Lei Complementar nº 41 de 22 de fevereiro de 2017, da Lei Municipal nº. 1.552 de 09 de fevereiro de 2017, Lei Municipal nº 1.553 09 de fevereiro de 2017, e demais instrumentos legais, mediante as condições estabelecidas neste Edital, torna público a realização de PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, destinado a selecionar candidatos para preenchimento temporário das vagas descritas nos Anexos deste Edital, nos seguintes termos:

 

I-  DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

 

  1. DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

 

  • O Município de Saquarema realizará o presente Processo Seletivo Simplificado de avaliação de títulos e experiência profissional, de caráter eliminatório e classificatório, para seleção de servidores em regime especial de contrato temporário, obedecidas às normas e condições deste Edital, para atuarem em caráter excepcional na Secretaria Municipal de Saúde e na Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

 

  • O Processo Seletivo Simplificado será coordenado e executado pela Comissão de Processo Seletivo Simplificado de Pessoal Temporário, nomeada pela Portaria nº 237 de 23 de fevereiro de 2017.

 

  • Todas as informações referentes ao presente Processo Seletivo estarão disponíveis no site da Prefeitura Municipal de Saquarema, www.saquarema.rj.gov.br, sendo de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a divulgação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este Processo Seletivo.

 

  • A inscrição do candidato implicará na aceitação das normas deste Edital, como também dos comunicados e outros informativos a serem eventualmente divulgados, estando o candidato ciente de que todas as exigências deverão ser cumpridas, responsabilizando-se pela veracidade das informações prestadas.

 

  • É reservado à Municipalidade o direito de proceder à contratação em número que atenda aos seus interesses e às suas necessidades, podendo manter quadro de reserva de candidatos aprovados.

 

  • Os contratos por tempo determinado firmados com a Municipalidade pelos candidatos convocados serão regidos pelo regime especial de direito administrativo, nos termos das normas de regência.

 

II- DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

 

  1. DA DIVULGAÇÃO

 

  • Os avisos decorrentes do presente Edital, o resultado preliminar e o resultado final, relativos ao Processo Seletivo Simplificado, serão divulgados no site oficial da Prefeitura Municipal de Saquarema, saquarema.rj.gov.br, bem como no quadro de avisos na Sede da Prefeitura.

 

  1. DAS VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

 

  • Fica assegurado às pessoas com deficiência o direito de se inscreverem neste Processo Seletivo para concorrerem a um quantitativo de 5% (cinco por cento) das vagas previstas para o preenchimento, desde que a deficiência seja compatível com o desempenho das respectivas atribuições, na forma das normas de regência.

 

  • O candidato que se declarar deficiente, resguardadas as condições especiais previstas na Lei, concorrerá em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere aos critérios de aprovação descritos neste Edital.

 

  • As vagas destinadas aos candidatos inscritos na condição de pessoa com deficiência, se não providas por falta de candidatos ou pela reprovação no Processo Seletivo, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem classificatória.

 

  • Os candidatos deficientes, para se beneficiarem da reserva de vagas, deverão declarar serem pessoas com deficiência no ato da inscrição;

 

  • O candidato deficiente aprovado neste Processo Seletivo deverá apresentar laudo médico comprobatório, assinado por médico da área da sua deficiência, na data da contratação.

 

  • Estará eliminado da seleção o candidato que se declarar deficiente e não apresentar o laudo médico comprobatório na data da contratação.

 

  1. DA INSCRIÇÃO

 

  • – CONDIÇÕES:
  1. ser brasileiro nato ou naturalizado, ou gozar das prerrogativas previstas no artigo 12 da Constituição da República e demais disposições da Lei, no caso de estrangeiro;

 

  1. apresentar RG e CPF (Originais e cópias) e uma Foto 3×4 Colorida;

 

  1. apresentar original e cópia do Certificado de conclusão de curso ou diploma exigido para o cargo;

 

  1. apresentar original e cópia de documento idôneo que prove inscrição no conselho profissional específico da função, com inscrição regular, para o caso de vaga em função de nível técnico e superior;

 

  1. ter na data da contratação, a idade mínima de 18 anos.

 

4.2 – DA DATA, HORA, LOCAL E PROCEDIMENTOS:

 

  1. As inscrições serão gratuitas e ocorrerão nas datas indicadas no Anexo VII, das 10h às 17h, no prédio da antiga Escola Municipal Padre Manoel, localizado na Rua Tiá Melo, nº 25 – Bairro São Geraldo – Saquarema-RJ.

 

  1. Preenchimento e Assinatura da Ficha de Inscrição, conforme modelo constante no Anexo IV deste Edital, disponível para impressão no site www.saquarema.rj.gov.br, pelo próprio candidato ou por procurador, com instrumento de mandato particular, com firma reconhecida, acompanhada de cópia legível de documento de identidade do seu procurador, sendo o candidato totalmente responsável pelas informações prestadas, devendo arcar com as consequências de eventuais erros de seu representante no preenchimento do formulário.

 

  1. Após o preenchimento e assinatura da Ficha de Inscrição, o candidato ou seu procurador deverá anexar os documentos descritos nas letras “b”, “c”, e, em caso de concorrer a vaga em função de curso superior, os descritos na letra “d” do item 4.1 deste Edital, e os documentos comprobatórios de títulos e experiência profissional, e entregá-la ao atendente, que deverá conferi-la e

depositá-la em envelope tipo ofício, identificado e lacrado na presença do candidato ou seu procurador, para posterior encaminhamento à Comissão do Processo Seletivo Simplificado.

 

  1. A inscrição será feita em etapa única e preclusiva, não havendo segunda oportunidade para entrega de documentos ou correção de dados, sendo fornecido pela atendente ao candidato protocolo de recebimento dos documentos.

 

  1. Os candidatos que prestarem qualquer declaração falsa ou inexata no ato da inscrição, ou caso não possam satisfazer a todas as condições enumeradas neste Edital, terão a inscrição cancelada e anulado todos os atos dela decorrentes.

 

  1. DA AVALIAÇÃO

 

  • A avaliação dos candidatos será realizada pela Comissão do Processo Seletivo Simplificado, em etapa única, de caráter eliminatório e classificatório.

 

  • – Da Prova de Títulos e Experiência Profissional

 

  • Os Comprovantes de títulos e experiência profissional serão entregues no ato da inscrição e serão avaliados pela Comissão do Processo Seletivo

Simplificado.

 

  • Os Documentos para comprovação da titulação serão os seguintes:

 

  1. Comprovante de conclusão de cursos: especialização lato sensu, mestrado, doutorado, cursos, congressos, seminários específicos na área da vaga escolhida no ato da inscrição (apresentar originais e cópias);

 

  1. Comprovante de graduação na área da vaga escolhida no ato da inscrição, quando esta não for requisito mínimo de atuação na respectiva área;

 

  1. Contagem de tempo de experiência para a função específica da vaga escolhida no ato de inscrição, comprovada por certidão emitida pelo departamento competente do ente ou órgão público empregador, ou por carteira de trabalho devidamente assinada pelo empregador (apresentar original e cópia), para as vagas com requisito de ensino técnico e superior;

 

  1. Contagem de tempo de experiência em função ou emprego públicos, comprovada por certidão emitida pelo departamento competente do ente ou órgão público empregador ou por carteira de trabalho devidamente assinada pelo empregador (apresentar original e cópia), para as vagas com requisito de ensino médio;

 

  1. Relatório médico de deficiência (se for o caso);

 

5.2.3 Para efeito da Prova de Títulos e Experiência Profissional, ser-lhe-ão atribuídos os seguintes valores:

PARA VAGAS COM REQUISITO DE ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO

-ANEXO I deste Edital-

(Pontuação válida para a função correlata à vaga escolhida no ato da inscrição)

Titulação Pontuação de cada título Quantidade máxima de títulos a serem considerados
Doutorado 18 pontos 1
Mestrado 15 pontos 1
Pós-graduação 09 pontos 1
Curso de Aperfeiçoamento na área
+90 horas 07 pontos 02
61 a 90 horas 04 pontos 02
41 a 60 horas 02 pontos 02
30 a 40 horas 01 ponto 02

 

 

Experiência na função correlata à vaga escolhida no ato da inscrição
Até 03 anos de efetivo trabalho no cargo 03 pontos ——
De 04 a 10 anos de efetivo trabalho no cargo 06 pontos ——
Acima de 10 anos de efetivo trabalho no cargo 09 pontos ——

 

 

PARA VAGAS COM REQUISITO DE ENSINO MÉDIO

-ANEXO II deste Edital-

(Pontuação válida para experiência no serviço ou emprego públicos)

Até 03 anos de efetivo trabalho no cargo 03 pontos ——
De 04 a 10 anos de efetivo trabalho no cargo 06 pontos ——
Acima de 10 anos de efetivo trabalho no cargo 09 pontos ——

 

 

5.2.4. A experiência adquirida perante pessoa jurídica de direito privado só será computada e/ou aceita se declarada com documentos que comprovem estar a mesma legalmente constituída em data anterior a contratação declarada.

 

5.2.5. Só serão aceitas certidões e declarações de contagem de tempo de experiência que contenham o número de dias de efetivo exercício, identificação do empregador, carimbo e assinatura do emissor.

 

5.2.6. Não será considerada a contagem de tempo concomitante.

 

5.2.7 Os certificados de cursos só serão aceitos se apresentarem carga horária, identificação da instituição, e assinatura do seu representante.

 

  1. DO RESULTADO PRELIMINAR
    • Os resultados preliminares serão divulgados nas datas indicadas no Anexo VII, no quadro Oficial de Avisos da Prefeitura Municipal de Saquarema, e no site oficial – saquarema.rj.gov.br.

 

  1. DOS RECURSOS

 

  • Haverá prazo de 2 (dois) dias corridos, imediatamente após a data de divulgação do resultado preliminar, especificados no Anexo VII, para que o candidato protocole recurso junto ao Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Saquarema, caso não concorde com o resultado preliminar que resulte na sua eliminação, classificação ou desclassificação.

 

  • O prazo para interposição de recurso é preclusivo e comum a todos.

 

  • O recurso contra o resultado da análise de títulos deverá ser feito em formulário próprio, constante do Anexo VI, disponível no site oficial da Prefeitura Municipal de Saquarema, www.saquarema.rj.gov.br.

 

  • O recurso interposto em desacordo com este Edital não será conhecido.

 

  • Os resultados dos recursos serão afixados no mesmo local onde será afixado o resultado preliminar deste Processo Seletivo Simplificado, bem como será divulgado no site oficial da Prefeitura Municipal de Saquarema, www.saquarema.rj.gov.br.

 

  1. DA CLASSIFICAÇÃO

 

  • A classificação preliminar e a classificação final dos candidatos serão feitas em ordem decrescente da soma dos pontos obtidos na avaliação de títulos e experiência profissional, até o limite de vagas previsto nos Anexos I, II e III do presente Edital, além das vagas do cadastro de reserva.

 

  • Em caso de empate na avaliação de títulos e experiência profissional, a classificação será feita utilizando os seguintes critérios para desempate (nesta ordem): a) o candidato idoso na forma da Lei 10741/2003, de idade mais elevada; b) maior tempo de experiência específica nas funções da vaga a que concorre; c) o candidato de idade mais elevada; d) Sorteio.

 

  • Apurada a classificação, o resultado final deste Processo Seletivo Simplificado será divulgada no site oficial da Prefeitura Municipal de Saquarema, saquarema.rj.gov.br e no quadro de avisos na Sede da Prefeitura.

 

  • A classificação dos candidatos concorrentes às vagas reservadas aos portadores de deficiência será feita em lista separada e publicada no mesmo dia e local definidos para publicação do resultado final deste Processo Seletivo Simplificado.

 

  1. DA DESCLASSIFICAÇÃO

 

  • Será considerado desclassificado o candidato que deixar de cumprir qualquer requisito citado neste Edital.

 

  1. RESULTADO FINAL

 

  • O resultado final será homologado pelo Secretário Municipal de Planejamento e Gestão de Saquarema.

 

  • Os candidatos serão contratados conforme a necessidade da

Administração Pública, obedecida a ordem de classificação.

 

  1. DA CONVOCAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO

 

  • A contratação dos candidatos classificados neste Processo Seletivo Simplificado será feita mediante Edital de convocação para designação das vagas temporárias, de acordo com a necessidade da Administração Pública, divulgado com prazo mínimo de 24 horas, por meio do site da Prefeitura Municipal de Saquarema saquarema.rj.gov.br e no quadro de avisos na Sede da Prefeitura.

 

  • O candidato que for designado para contrato administrativo deverá apresentar-se no ato da designação munido de todos os documentos.

 

  • São documentos necessários para contrato: • Carteira de Identidade; • CPF; • Título Eleitor; • Comprovante de votação na última eleição; • Certificado de Reservista (candidato masculino); • Comprovante de Escolaridade: diploma ou declaração de conclusão de curso • PIS/PASEP; • Carteira de Trabalho (1ª folha e verso); • Comprovante de endereço; • Certidão nascimento ou casamento; • Certidão nascimento dos filhos menores de 14 anos; • Declaração de acúmulo de cargo; • Certidão Negativa da Justiça Eleitoral, de quitação com as obrigações eleitorais, disponível no site: http://www.tse.jus.br/eleitor/certidoes; • Certidão Negativa da Justiça Eleitoral relativa à condenação criminal eleitoral, disponível no site: http://www.tse.jus.br/eleitor/certidoes.

 

  1. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 

  • Os documentos ilegíveis serão rejeitados no ato da inscrição.

 

  • A municipalidade utilizará a lista de classificação deste Processo Seletivo Simplificado para as demandas de contratos temporários, obedecendo rigorosamente a sua ordem no ato da designação.

 

  • O contratado que requerer a rescisão do seu contrato não poderá ser contratado novamente senão por outro processo seletivo.

 

  • A rescisão do contrato ocorrerá nas seguintes situações:

 

  • a qualquer tempo, quando entrar em efetivo exercício no cargo servidor concursado, adotando-se como critério para dispensa dos contratados neste caso a pior classificação no Processo Seletivo Simplificado;

 

  • pelo término do prazo contratual;

 

  • por iniciativa da Administração Pública, nos seguintes casos: a) de prática de infração disciplinar; b) de conveniência da Administração; c) de o contratado assumir o exercício de cargo ou emprego incompatível com as funções do contrato; d) em que o recomendar o interesse público.

 

  • A ocorrência de faltas injustificadas no mês, em número igual ou superior a 30 (trinta) dias, será compreendida entre as hipóteses de infração disciplinar para dispensa.

 

  • O desempenho que não recomende a permanência do servidor, após avaliação feita pela respectiva secretaria, será compreendido como ausência de interesse público na continuidade do contrato.

 

  • Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo Simplificado.

 

Saquarema, 23 de fevereiro de 2017.

 

Gustavo Camacho

Secretário Municipal de Planejamento e Gestão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO I

Para vagas com requisito de ensino superior

(Requisitos: Curso Superior completo em Medicina, em instituição reconhecida pelo MEC, e curso de especialização ou residência médica na área que concorre, com e registro no Conselho Regional de

Medicina)

 

 

 

Denominação

Quantidade Carga  Horária   Vencimento Base R$
*Ampla **Reserva
Médicos

Plantonistas 24 horas

 

 

 

 

 

24 h

 

R$

Clínico Geral 33 2  

 

3.142,91
Pediatra 13 1  

 

3.142,91
Cirurgião Geral 6 1 3.142,91
Ortopedista 6 1 3.142,91
Neurocirurgião 6 1 3.142,91
                                          *Ampla Concorrência   **Reserva para def icientes

 

 

Professor MG2

(Requisitos: Curso Superior Completo em licenciatura plena, em instituição reconhecida pelo MEC, com habilitação específica para o Magistério da área correspondente)

 

 

Denominação

Quantidade *Ampla      **Reserva Carga  Horária   Vencimento Base R$
Matemática 14

 

1 20h R$ 1.324,32
                                          *Ampla Concorrência   **Reserva para def icientes

 

ANEXO II

Para vagas com requisito em ensino médio

Requisito: Curso de nível médio

 

 

Quantidade                 Carga                          Vencimento

Denominação                                                   Horária                              Base R$

*Ampla        **Reserva

Auxiliar de               114                  6                 40h                                          R$

Educação Infantil                                                                                        790,00 ***

*Ampla Concorrência   **Reserva para deficientes

*** Valor a ser complementado nos termos do art. 6º da CF (salário mínimo).

 

 

 

 

 

ANEXO III

Para vagas em Programas ESF/PSF, NASF e CEO – Níveis superior, técnico e médio

(Requisitos: Curso Superior completo na área em que concorre, em instituição reconhecida pelo MEC, com  registro no Conselho Regional e, na área de Medicina, curso de especialização ou residência médica na área que concorre.

Curso de nível técnico e médio.

 

PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – ESF/PSF – 40 HORAS

*Ampla Concorrência   **Reserva para deficientes

*** Valor a ser complementado nos termos do art. 6º da CF (salário mínimo).

 

PROGRAMA – NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA – NASF – 40 HORAS

 

 

PROGRAMA – CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS – CEO – 40 HORAS

 

Denominação

Quantidade     Vencimento Base R$
*Ampla **Reserva
Odontólogo 5 0

 

1.885,74
Auxiliar de Saúde Bucal 5 0  

 

790,00 ***
                                          *Ampla Concorrência   **Reserva para def icientes

 

 

                                                                            ANEXO IV

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA – EDITAL 001/2017 FICHA DE INSCRIÇÃO Nº _________________

 

_______________________________________________

Ass. Candidato/Procurador

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

—————————————————————————————————————–

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA – EDITAL

001/2017-  COMPROVANTE DE INSCRIÇÃO Nº_______________  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO V

 

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA – EDITAL 001/2017

 

DECLARAÇÃO DE DIREITO A VAGA RESERVADA (PESSOA COM DEFICIÊNCIA)

 

Inscrição Nº:__________

 

Eu, __________________________________________________ declaro ser portador (a) de necessidades especiais, conforme laudo médico anexo, como forma de assegurar que minha classificação seja feita atendendo aos requisitos legais descritos no item 3 deste Edital.

 

 

Saquarema, _____ de ____________ de 2017.

 

 

Assinatura do Candidato: __________________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

—————————————————————————————————————————-

 

RECIBO DE INSCRIÇÃO Nº ______________

 

Declaro, para fins de comprovação de inscrição, que recebi os documentos descritos acima, do(a) candidato(a) ____________________________________, inscrito para o Cargo de

_______________________________________, no Processo Seletivo Simplificado – Edital nº 001/2017.

 

Saquarema, _____ de ____________ de 2017.

 

 

 

 

Assinatura do Atendente: __________________________________________

 

 

 

 

ANEXO VI

 

RECURSO CONTRA A NÃO HOMOLOGAÇÃO DA INSCRIÇÃO E/OU ANÁLISE INCORRETA DOS TÍTULOS E

TEMPO DE EXPERIÊNCIA

 

Candidato: ______________________________________________________________________

Nº. do documento de identidade: _____________________________________________________

Nº. de inscrição: __________________________________________________________________ Vaga Pretendida: _________________________________________________________________

 

RAZÕES DO RECURSO:

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________

 

Saquarema, ______ de ____________________de 2017.

 

 

_____________________________________________

Assinatura do Candidato

 

 

 

 

————————————————————————————————————————————————

RECIBO DE ENTREGA DE RECURSO

 

Recebemos o recurso refere à ( ) não homologação da inscrição ou ( ) análise incorreta dos títulos ou tempo de experiência.

 

Candidato(a):___________________________________________________Nº da Inscrição______________,

 

referente à vaga pretendida de____________________________________________________.

 

 

Saquarema, ______ de ____________________de 2017.

 

 

_____________________________________________

Assinatura do Atendente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO VII

 

 GRUPO 1                GRUPO 2
 

Auxiliar de Educação Infantil

          Médicos Plantonistas
Professor MG-2 – Matemática           Médico (ESF/PSF)
Aux. Saúde Bucal (ESF/PSF)           Médico (NASF)
Aux. Saúde Bucal (CEO)             Técnico de Enfermagem (ESF/PSF)
Odontólogo (ESF/PSF)           Enfermeiro (ESF/PSF)
Odontólogo (CEO)

 

 

 

 

 

 

          Assistente Social (NASF)

Fisioterapeuta (NASF)

Educador Físico (NASF)

Fonoaudiólogo (NASF)

Psicólogo (NASF)

Nutricionista (NASF)

 

 

CRONOGRAMA

 

 

GRUPO 1                Grupo 2
 

 

 

DATA

          DATA
Período de Inscrição

 

09 e 10/03/2017           20 e 21/03/2017
Divulgação do Resultado

Preliminar

14/03/2017           24/03/2017
 

Período de Recursos

 

15 e 16/03/2017           27 e 28/03/2017
Divulgação do Resultado

Final

 

17/03/2017           30/03/2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estúdio de Dança SONHARTE

Adorei a proposta do Estúdio de Dança SONHARTE, em Rio Bonito

89c15e4ad67a505453f225b203d037f7Em alguns momentos, consigo fechar meus olhos e me desconectar da realidade, retornando à infância, quando morava em Copacabana, e passeava com minha avó na Quinta da Boa Vista para apreciar o melhor da música clássica e da dança, ao som da orquestra sinfônica nacional na execução do Projeto Aquarius.

Minha alma se encantava com a harmonia dos instrumentos de cordas, madeira, metais e percussão, regidos pelo homem que se vestia como pinguim e que tinha o cabelo engraçado, cujo nome era nada mais e nada menos que  Isaac Karabtchevsky. E assim, aprendi a admirar Tchaikovsky, bem como o gosto sofisticado do chá das cinco, acompanhado pela magnífica bomba de creme (eclair à la vanille) da Confeitaria Colombo, que se localizava na esquina entre as ruas Nossa Senhora de Copacabana e a Barão de Ipanema.

Voltando ao presente, ainda me realizo com as experiências da minha filha, que inclinou a vontade de retornar ao ballet e de praticar a arte em movimento, através da dança. Logo, eu entrei no Estúdio de Dança SONHARTE, me encantando com a harmonia das cores e a leveza da sua proposta, que é ensinar a dança através do Ballet, do Jazz e do Hip Hop, conectando o clássico ao contemporâneo. Compreendi, imediatamente, a proposta da professora Carol Rodrigues, que é realizar o sonho de fazer a arte em Rio Bonito, através dos movimentos e das coreografias. Compartilhei, quase que instantaneamente, a ideia, com a mesma intensidade do Projeto Aquarius, do Lago dos Cisnes de Tchaikovsky e do chá das cinco na antiga Confeitaria Colombo.

A arte e a cultura nunca serão demais para o mundo, principalmente, quando se trata de Rio Bonito, que tem tanto para sonhar e realizar. Por tal motivo, carpe diem, “aproveite o dia” e permita-se.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

 

Estúdio de Dança SONHARTE

Rua Santa Clara, nº 99, centro, Rio Bonito – RJ.

Tel.: (21)99833-6985

E-mail: carolweb_3004@hotmail.com.

hqdefault

A morte do carnaval riobonitense

O sábado de carnaval demonstrou a face obscura de Rio Bonito, que todos comentam pelas ruas, mas fica difícil de assumir: – A cidade está literalmente abandonada. Foi triste ver as famílias se dirigirem ao Mercado Municipal, na esperança de encontrar, ao menos, um ponto de encontro e de resistência em nome da cultura local, enquanto que a recepção se fazia com o vazio, o silêncio e a tristeza a cada gole da cerveja nos bares. Literalmente, vi os pais retornarem aos seus lares, com o nó na garganta, porque seus filhos e filhas estavam fantasiados de mascarados e princesas, querendo brincar com os amigos.

Ironicamente, o Governo Solange Pereira de Almeida demonstrou incapacidade gestora desde o início, enquanto que o Carnaval da cidade morreu, quando, depois de muito tempo, a Secretaria Municipal de Cultura foi instalada, demonstrando que o dinheiro público não é utilizado com racionalidade ou eficiência, mantendo um grupo de apadrinhados políticos que não fizeram o dever de casa e que não se preocupam com a cidade e sua respectiva sociedade.

A sensação de abandono se fez latente no carnaval de 2016, quando o governo não fez anúncios ou, sequer, se esforçou na tentativa do diálogo e da participação privada na realização do evento no Mercado Municipal. Pelo contrário, o Governo fechou as portas aos blocos e ao movimento popular, porque isso exigiria a disponibilidade da Guarda Municipal, da ambulância do SAMU e do quadro da saúde, que se converteriam nas horas extras, que foram pagas aos apadrinhados ao longo desta gestão, de forma subjetiva e aleatória.

No final, o povo perde de todas as formas.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

degusta fachada

A gastronomia da cultura

Rio Bonito, 25 de outubro de 2015.

Degusta Gastronomia era seu nome.

Lugar com o designer moderno,

Para muitos, considerado até avançado.

Muito além dos conceitos de um restaurante.

 

Sua carta era calculada em sabor e sabedoria,

Acompanhando o nutricionismo da Chef Gourmet.

Tinha-se de tudo na diversidade da sua cozinha,

Desde as massas e os assados, terminando nos omeletes.

 

Por anos, sua marca foi servir com qualidade,

Confundindo a amizade com o cliente

 

Era uma cumplicidade de consumo,

Que se expressava em cordialidade.

 

Os admiradores da boa cerveja eram assíduos.

Faziam os pedidos em baldes,

E dividiam com os amigos.

A cada copo, era um gole e um sorriso.

 

As conversas eram culturais e complexas.

Começavam no jurídico e terminavam na vida alienígena.

Por muitas vezes, conversamos sobre a economia,

Vislumbrando seus efeitos na arte da guerra.

 

Por fim, eu não darei adeus ao Degusta.

Porque algum visionário continuará com essa energia.

 

Mesmo assim, sentirei saudades da arte descrita,

Bem como da empatia nos eventos.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior