Posts

Midia-indoor-comportamento-estilo-saude-praia-casal-casamento-namoro-relacionamento-relacionar-homem-mulher-paz-alegria-amor-oceano-natureza-ferias-romance-relaxar-dois-dupla-1270756757367_720x576

Honestidade comigo mesmo

A vida não é feita dos sonhos, mas dos projetos. Os sonhos estão no lúdico e no imaginário individual humano. Os projetos estão nas mãos e no cérebro humano para serem executados, com planejamento, prazo e investimento. Logo, precisamos trocar os sonhos pelos projetos.

Considerando minha origem humilde, tive que optar pelos projetos desde cedo, dedicando meu tempo e trabalho na capitalização, objetivando manter e garantir a integridade da minha família. Aliás, não existe investimento mais longo que esse, cujos resultados serão percebidos na presença dos netos.

Eu tenho o projeto de me aposentar e morar fora do Brasil por algum tempo. Assim, me imagino tomando água de coco no golfo do caribe ou escrevendo sob o sol da toscana. Todavia, honestamente, meu projeto se tornará um sonho, tendo em vista que o governo pretende aumentar o tempo de serviço e a idade para a aposentadoria. Em suma, morrerei trabalhando, como um martelo velho, que bate continuamente na cabeça do prego enferrujado no assoalho da casa.

Meu projeto é viver um dia de cada vez, na esperança de ludibriar os indicadores sociais e econômicos, bem como ter prioridade em tudo. Eu quero envelhecer com dignidade e a cabeça erguida. Quero abraçar minhas oliveiras e admirar a complexidade do copo d`água sobre a mesa, com a toalha branca.

Não tenho tempo para ficar lamentando, enquanto que abro mão de tudo para curtir a alegria da minha pequena família, porque, na honestidade da alma, fui compelido a fazer escolhas que paralisaram antigos projetos por causas maiores. Se tudo acontecer dentro do planejado, já haverá grande resultado na próxima geração, mesmo que não esteja por aqui para testemunhar.

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior