Brasil continuará desatualizado sem o censo demográfico

0
1182
Recenseadores do IBGE trabalhando na pesquisa de campo, na rua.

No último censo demográfico realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2010, o Brasil possuía a população computada oficialmente em 190.732.694 habitantes, sendo o estado de São Paulo o mais populoso, com 41.227.160 pessoas, enquanto o menos populoso era Roraima, com 451.227 habitantes.

Em 2021, o Brasil possui a população estimada em 212 milhões de pessoas, porque os indicadores do desenvolvimento humano são calculados nas projeções dos dados de 2010, enquanto muita coisa mudou no comportamento do brasileiro, que precisa ser pesquisada, transformada em dados e informações, para que o governo, as autoridades e os cientistas possam fazer uma análise real da sociedade, objetivando a implementação das políticas públicas e das melhorias nos serviços essenciais prestados pelo governo, tais como a educação, saúde, segurança alimentar e a previdência social, por exemplo.

Era para o censo demográfico ter sido realizado em 2020, mas foi adiado pelo Governo Federal para 2021, quando também não será realizado, tendo em vista a falta de previsão dos recursos no orçamento sancionado pelo presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, conforme a declaração dada pelo secretário especial de fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, em 23/04/2021.

Na prática, a ausência do novo censo demográfico causará problemas seríssimos nos repasses das verbas aos fundos nas pastas da saúde e da educação nos estados e municípios, uma vez que as informações estão desatualizadas há mais de 11 anos, o que interfere desde a manutenção da merenda escolar até a realização dos exames laboratoriais e o dos procedimentos médico-hospitalares na rede pública.

Por Sophia Ferraz Moreira Costa Nogueira, Otávio Froes, Jessica Monteiro e Pedro Pires.

Alunos do 7º ano, Turma A do Colégio Criar

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here